cabaceiras, paraiba, nordeste, festa, bode rei

Cabaceiras PB - A Roliúde Nordestina

Cabaceiras realiza encontro dos jovens de territórios rurais do Nordeste

A cidade de Cabaceiras vai realizar um encontro no mês de maio deste ano com participação de cerca de 300 jovens dos territórios rurais do Nordeste buscando discutir e debater políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da região, tomando como base as aspirações da juventude de todos os territórios da região.

Cleiton Mendes Albuquerque(foto) é representante da Rede de Jovens do Nordeste e coordenador do evento que vai acontecer em Cabaceiras e, ao participar do Programa Universo Rural da Rádio Bonsucesso de Pombal da última quinta-feira(13/01), falou sobre as ações e discussões que estarão presentes no evento  e garante que a juventude terá muito o que apresentar e do encontro tirará documentos importantes que serão enviados às instâncias governamentais na busca de efetivação de políticas públicas para o segmento. “A gente já tem visto isso nos intercâmbios estaduais, eu venho acompanhando os nove estados, vou acompanhar na verdade, até agora foram seis, faltando Piauí, Maranhão e Bahia e a gente tem visto que a juventude está participando, está construindo, tem experiências exitosas na política territorial na construção de projetos e execução e a gente quer juntar tudo isso pra fazer uma grande troca dessas experiências pra contribuir ainda mais com as políticas de desenvolvimento territorial”, explica Cleiton ao dialogar com os ouvintes da emissora sertaneja.

“O recado é que a gente está fazendo e vai fazer muito mais, a história da juventude diz isso e a gente não pode parar os programas de políticas públicas de juventude, de lutas de toda a vida que está começando a se concretizar, a gente teve aí no Governo Lula a execução do Conselho Nacional de Juventude, aqui na Paraíba Conselho Estadual de Juventude e já estamos criando mecanismos de participação e contribuição direta com os governos, nessa questão de debater frente a frente de igual para igual e eu acho que é isso é continuidade e fortalecimento desses espaços”, finaliza aquela liderança.

Pedras e bode no buraco

Picture
Cabaceiras é um município do Cariri Paraibano que fica a cerca de 70 quilômetros de Campina Grande. O principal atrativo turístico da região é o Lagedo do Pai Matheus, formação rochosa que atrai pesquisadores do Brasil e do exterior, que procuram entender como enormes blocos de pedras de diversos formatos arredondados foram parar em cima de pedreiras. Embora haja várias versões, a mais aceita é a de que, milhões de anos atrás, a região era puro mar, cujas águas foram lapidando as pedras. Foram-se as águas, ficaram as rochas.

É uma paisagem linda no meio do sertão e da caatinga, que permite agradáveis caminhadas por trilhas e lagedos. É um lugar de pura energia, circundado de jardins de cactos e bromélias enfeitando os enigmáticos blocos arredondados de granito. Emas, seriemas e outros animais silvestres são avistados na paisagem praticamente intocada. Também é uma região propícia à criação de caprinos e ovinos. Por isso, Cabaceiras, que foi escolhida pelo diretor Guel Arraes como cenário para o filme “O auto da compadecida”, promove todo ano a Festa do Bode Rei.

 

Picture
Bem ao lado do lajedo principal está o Hotel Fazenda Pai Mateus, de onde se parte para os passeios mais próximos e também para o Vale dos Dinossauros. Os atrativos gastronômicos são os pratos feitos a partir da carne de bode, da criação da fazenda. Destaque para a buchada, o pernil de cabrito e o interessante bode no buraco, um ensopado de carne de bode com legumes, cozido por várias horas em uma panela enterrada sobre brasa.

Bode no buraco – Preparo
De véspera, corta-se a carne do bode em pedaços e tempera-se com alho, colorau (urucum), cominho e sal. Deixa-se marinando no tempero por 24 horas. Em uma panela grande, preferencialmente cilíndrica, colocam-se camadas de carne de bode, temperos (tomate, cebola, coentro e pimentão), legumes cortados (abóbora, cenoura, chuchu, batata inglesa, batata doce, inhame) e frutas (maçã e banana-da-terra). Veda-se bem a panela, que vai para o buraco com madeira em brasa, depois é fechado com uma placa metálica e, em seguida, coberto com terra. Dependendo da qualidade de carne e demais ingredientes, leva de duas a três horas para ficar pronto.

Harmonia entre candidatos do Busão do Brasil chega ao fim

Picture
A tensão entre os viajantes do Busão do Brasil está cada vez maior. O principal motivo do fim da harmonia que reinava no ônibus foi a desclassificação de Mário, Ammie e Thalita na prova Amarrando o Bode, que aconteceu na última terça-feira, dia 10, no município de Cabaceiras.  

O trio desobedeceu a regra pré estabelecia, onde apenas um participante deveria capturar e amarrar o animal à corda. O anúncio do resultado causou desconforto entre os participantes e gerou a divisão dos moradores do Busão em dois grupos.

Mário, Thalita, Ammie, Hasse, Camila e Cadu criticam os outros viajantes pela falta de transparência. O principal alvo do grupo foi Dedé. Suas combinações, armações e fofocas abalaram a amizade da moça com Cadu. Léo, Joice, Júlio e Deya também estão cada vez mais afastados do resto do Busão.

As discussões constantes podem prejudicar os participantes que irão enfrentar a segunda eliminação, que acontece na noite desta sexta-feira, dia 13.

Richard Rasmussem enfrenta os desafios da caatinga em programa do SBT

Picture
 O "Aventura selvagem" desta próxima sexta-feira, dia 13, mostrará a caatinga da Paraíba. No meio do sertão, o biólogo e apresentador Richard Rasmussem encontra uma lacraia, bicho perigoso pelo veneno que injeta ao ser incomodado. No município de Cabaceiras, cenário de vários filmes brasileiros, o aventureiro promove o salvamento de pequenas traíras que estavam prestes a morrer num barreiro. Ao visitar um criador de caprinos, o apresentador mede forças com um bode invocadíssimo. Depois, ele conhece dois filhotes do bode, recém-nascidos que não param de berrar nos braços do selvagem.

No quadro "Profissão natureza", Richard vai ao laboratório de um taxidermista. Ele mostra como é o processo de transformação de animais que já morreram em peças que parecem ter vida novamente. É uma espécie de empalhamento, cuja técnica requer muito conhecimento para que permaneça conservada por anos como se fossem novas.

O episódio Caatinga: Ambiente dos Fortes, mostra a vegetação rica em plantas medicinais, muitas vezes utilizadas pelo sertanejo como único recurso para a cura de problemas de saúde. O programa é exibido sempre às sextas-feiras, às 21h15, no SBT.

 



Alunos de Cabaceiras visitam A União


 
01 de dezembro de 2009
Nelson Coelho faz explanação para estudantes da Escola Alcides Bezerra

"Aprendemos muito sobre a história do jornal, da comparação das máquinas antigas com as atuais", disse Violeta de Lurdes, diretora da Escola Estadual Alcides Bezerra, da cidade de Cabaceiras, na visita que fez, ontem à tarde (30), ao jornal A União. O passeio pelas dependências do jornal reuniu estudantes da Escola Estadual Alcides Bezerra e da Escola Municipal Abdias Aires de Queiros, todas duas da cidade de Cabaceiras.

Há menos de um mês, o jornal recebeu a visita de estudantes da mesma escola, a Alcides Bezerra, onde os estudantes saíram empolgados com o passeio e resolveram escrever um jornal que será impresso pela A União. "A União é uma escola de história e cultura e, nós precisamos dessa relação com vocês", disse Nelson Coelho, superintendente do jornal, aos estudantes de Cabaceiras.

Raquel Soares da Silva, aluna do 2º ano do Ensino Médio, da escola Alcides Bezerra, voltou a visitar as dependências do jornal, agora com outros colegas e, já trouxe algumas matérias que, em breve, serão impressas pelo jornal. "Já escolhemos o nome, será 'Cabaceiras News'. Eu acredito que esse jornal vai valorizar a cultura da nossa cidade'', disse ela.

O professor de português, Antônio Marcos, da escola Abdias Aires acredita que o jornal, produzido pelos alunos, vai aproximar as duas escolas e agregando valor no produto final. "Além disso, é uma nova forma de se trabalhar o Português em sala de aula, e descobrir novos talentos", disse ele. A amiga de Raquel, disse na primeira visita que fez ao jornal que resolveu ser jornalista. "Eu achei interessante, mas não para seguir esta profissão, ela (a amiga Janaína) disse que vai fazer vestibular para Jornalismo", disse Raquel.

A parceria do jornal com diversas escolas do Estado não é recente e, tem tido bons resultados. O convite a estas escolas, especificamente em Cabaceiras, tem um propósito que é aproximar a relação do jornal com a cidade que foi a escolhida para sediar a primeira edição do 'Projeto Itinerarte - A cultura vai aonde o povo está'. "A intenção é valorizar os artistas da terra e mostrar o que esta sendo produzido em cada município. A programação do projeto vai ter exposições, mostras de arte e cultura, espetáculos, oficinas e shows", disse a relações públicas do jornal A União, Gilzélia Figueiredo.

Picture
Semi-árido paraibano é palco de evento sobre o audiovisual

As cidades de Campina Grande e Cabaceiras ligaram os projetores para os artistas do audiovisual paraibano. Acontece de 16 a 18 de julho o Festcine Digital do Semi-árido. Um evento voltado para a exibição de obras audiovisual focadas na temática do semi-árido nordestino.

Na última terça-feira, dia 20, foram abertas as inscrições para a entrega do material digital que será exibido e premiado nos dias do evento. Os trabalhos concorrentes devem ser enviados em DVD até o dia 30 de junho, com duraão de cinco a quinze minutos e sem restrião de gênero. A escolha dos filmes vencedores será feita pelos próprios espectadores, através de urnas eletrônicas produzidas pelos técnicos do Parque Tecnológico de Campina Grande.

O primeiro lugar irá receber o Troféu Walfredo Rodriguez e ainda uma quantia no valor de R$ 2.500 do Banco do Nordeste. O segundo colocado ficará com o Troféu João Córdula e com um notebook e o terceiro colocado irá receber além do Troféu Machado Bittencourt, o Prêmio Roliúde Nordestina com serviços laboratoriais.

A entrega dos prêmios será na cidade de Cabaceiras durante a realização de um seminário sobre o turismo regional. As três obras vencedoras serão exibidas, acompanhadas de debates críticos, nos Centros de Cultura do BNB em Sousa e Juazeirinho do Norte e Fortaleza no Ceará, além de participaão na TV Cultura de São Paulo e no Canal Brasil.

“A realização desse festival é fundamental para divulgar e fazer nascer novos empreendedores na área de cinema no Cariri, possibilitando assim uma melhor qualidade de vida dos artistas da região”, salienta Rosa Maria Correia, gestora do projeto Turismo Histórico e Cultural tocado pelo Sebrae no Cariri.

O Festcine Digital do Semi-árido é uma realização do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Produção Audiovisual (Neppau) da Universidade Federal de Paraíba com o apoio do Sebrae, Banco do Nordeste, PaqTcPB, Fiep, Data Shop, ABD-PB, Insa, TV Itararé, TV Cultura, Empresa Aérea Tam, UFCG, Prefeituras de Campina Grande e Cabaceiras e Pacto Novo Cariri. Maiores informaões através do e-mail: festsemiarido@gmail.com.



Cabaceiras dá exemplo Cabaceiras dá exemplo

Picture
Dezenas de famílias rurais de Ribeira de Cabaceiras trabalham no fabrico de produtos de couro a exemplo de chapéus de couro, botas, chinelos de couro, roupas de vaqueiros, roupas e mantimentos para grupos culturais, dentre outros.

Naquela comunidade as famílias produzem uma ampla linha de produtos que são vendidos em cidade diversas de estados nordestinos a exemplo de lojas especializadas da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia dentre outros que fazem a venda direto aos turistas, grupos culturais e produtores rurais que fazem uso do produto.

Ronaldo Duarte de Andrade, residente naquela comunidade, vendedor dos produtos em todo o Nordeste diz que iniciou no trabalho do artesanato coureiro e em seguida passou a trabalhar com a venda com se inicia em cidade da Paraíba e vai até a região sul da Bahia.

Ele explicou que são diversas as oficinas a trabalharem com a fabricação dos produtos do couro e hoje já são muitas lojas existentes de pessoas daquela comunidade.

“Isso aqui já vem de nossos avós, dos antigos, as pessoas faziam aqueles gibões de couro, era mais fabricado aqui, então aquilo vai passando para os filhos que vão tomando gosto, a economia de Cabaceiras também depende mais do pessoal aqui da Ribeira, porque vem as oficinas, o pessoal vai ganhando dinheiro vai tomando gosto”, argumenta.

Um dos fabricantes naquela comunidade, José Guimarães, disse que é nascido e criado na atividade que se desenvolve desde o tempo do pai dele que já se dedicava a arte artesanal do couro e garante que produz cerca de quatrocentos chapéus que são vendidos em lojas diversas da região Nordeste e disse que os meses de maio e junho sempre vendem acima da média dos meses outros do ano.

Teodoro Pereira de Andrade é também fabricante naquela comunidade e disse que já trabalha com o produto a cerca de 50 anos com a fabricação de corona, manta, alforje, roupa de couro e atualmente desenvolve o trabalho com o fabrico do chapéu de couro e disse que são muitas as famílias que estão diretamente relacionadas com o beneficiamento do couro.

“Dificilmente você encontra uma casa aqui pra não ser envolvida com couro o que não é do curtume é do artesão e todo mundo aqui é envolvido no couro, agora o que falta é as autoridades darem um incentivo. Tem uma cooperativa aí mas que o pessoal ainda é de vagar”, argumenta dizendo que a falta de capital de giro ainda é fator que limita o produtor artesanal que quando vende no cheque e precisa trocar o cheque é levado a pagar 5% ao atravessador do negócio representando prejuízo para o beneficiador coureiro.

O componente daquela comunidade, ex-secretário de agricultura e atual presidente da ARPA, geográfo Carlos José Duarte Pereira, disse que a arte coureira tem um forte significado para a vida rural daquela comunidade e juntamente com a produção de alho fazem forte a economia e o nome do município de Cabaceiras, garantindo que em toda residência tem sempre um componente familiar que está ligado a atividade do couro e a atividade do plantio do alho. Ele é da tese de que o alho e o couro se auto-divulgam e os dois além de gerarem trabalho e renda fortalecem o nome do município de Cabaceiras.

“Existem hoje em torno de trinta oficinas dentro da região produzindo a sandália, o cinto, o chapéu, a bolsa feminina, a carteira feminina, a carteira masculina, bolsa masculina, que dizer: todos os produtos que são beneficiados aqui têm uma larga extensão na parte econômica e a na parte cultural também nós temos uma história que traz o turismo pra cá não somente pra comprar, muitas vezes vem só pra estudar e verificar essas unidades feitas a partir do trabalho familiar”, acrescenta Duarte Pereira e diz que todos tem raízes na atividade de alho.


Novo longa de Guel Arraes tem pré-estréia na 3ª, na Capital

   Depois de ser aplaudido em festivais do Rio de Janeiro, São Paulo e até na Itália, "Romance", o novo longa-metragem do renomado diretor Guel Arraes ("O Auto da Compadecida", "Lisbela e o Prisioneiro"), faz uma escala em João Pessoa, antes de chegar às telas de todo o Brasil. A Fundação Espaço Cultural (Funesc) confirmou para a próxima terça-feira (11), no Box Cinemas, às 20h30, a pré-estréia do filme na Paraíba, somente para convidados. Também foram confirmadas as presenças de Guel Arraes e da produtora Paula Lavigne, além do governador Cássio Cunha Lima e do presidente da Funesc, Antônio Alcântara. O filme entra em cartaz, em circuito nacional, três dias depois dessa pré-estréia, na sexta-feira.

Produzido pela Natasha Filmes, em co-produção com Miravista e Globo Filmes, 'Romance' tem distribuição da Buena Vista e patrocínio da Petrobras, do BNDES e do Governo da Paraíba. Graças ao investimento do Estado, a Paraíba se posiciona em um dos filmes brasileiros mais promissores do ano. É que parte das filmagens foi feita aqui, no Lajedo de Pai Mateus, em Cabaceiras (183 km de João Pessoa).

"A Paraíba está muito bem posicionada em 'Romance'", afirma o presidente da Funesc, Antônio Alcântara, que assistiu ao longa no Festival do Rio, mês passado. "O novo filme de Guel Arraes ressalta as belezas do nosso Cariri. É bom para o turismo, e também para a cultura, ter a Paraíba valorizada em um filme tão importante de um diretor tão renomado como o Guel, em uma produção tão caprichada pela Natasha Filmes de Paula Lavigne, que nem estreou ainda, mas já foi vista no Rio, em São Paulo e até na Itália (o filme integrou a programação do Festival de Cinema de Roma, mês passado)", completou.

Estrelado por Wagner Moura ("Tropa de Elite", "Cidade Baixa", "Ópaí, Ó"), Letícia Sabatella ("Não Por Acaso", "Vestido de Noiva" e "Durval Discos"), Andrea Beltrão ("A Grande Família", "O Coronel e o Lobisomem", "Pequeno Dicionário Amoroso"), José Wilker ("Guerra de Canudos", "O Homem da Capa Preta", "Bye Bye Brasil"), Bruno Garcia ("Saneamento Básico", "Lisbela e o Prisioneiro", "O Auto da Compadecida"), Tonico Pereira ("Saneamento Básico", "Brasília 18%", "O Coronel e o Lobisomem"), Vladimir Brichta ("Fica Comigo Esta Noite", "A Máquina"), Edmilson Barros ("Sem Controle", "A Máquina") e Marco Nanini ("O Auto da Compadecida", "A Grande Família"), "Romance" é inspirado na história de Tristão e Isolda ao contar a história de Pedro (Wagner), diretor e ator de teatro que se apaixona por Ana (Letícia), atriz com quem contracena na peça "Tristão e Isolda".

Diretor e ator de teatro, Pedro (Wagner Moura) se apaixona por Ana (Letícia Sabatella), atriz com quem contracena na peça "Tristão e Isolda". Enquanto vive no palco os dilemas da história que deu origem a idéia do amor romântico,  nos bastidores, o casal esbarra nos obstáculos do amor contemporâneo: paixão, ciúme, rotina... É possível um amor recíproco feliz? 

Antes de chegar a uma conclusão, Pedro e Ana terão sua trajetória afetada pela carreira dela que, a convite do diretor de TV Danilo (José Wilker), estréia numa novela e passa a fazer enorme sucesso. Enciumado, Pedro dá fim ao relacionamento.

Três anos se passam, até que, incentivada pela empresária Fernanda (Andréa Beltrão) e já com fama nacional, Ana propõe a Danilo que Pedro a dirija num especial de fim de ano para a TV. A história escolhida para ser levada ao ar é justamente "Tristão e Isolda", adaptada ao nordeste brasileiro.

O reencontro, porém, ainda não é certeza de final feliz para os protagonistas. Nova aposta de Fernanda, a quem seduz, o ator Orlando (Vladimir Brichta) fará de tudo para estrelar o programa ao lado de Ana, inclusive passar-se por outra pessoa: o paraibano José de Arimatéia.  Acaba ganhando não só o papel, mas também dividindo o coração da estrela.

Caetano Veloso assina a direção musical de "Romance". Logo na abertura, se destaca a versão em violão do prelúdio da ópera "Tristão e Isolda", de Wagner. Na voz do próprio Caetano, a composição "Nosso estranho amor" também faz parte da trilha.


Atrações do Cariri

Empresários e jornalistas conhecem atrações turísticas do Cariri paraibano. O Lajedo de Pai Mateus foi um dos atrativos visitados. As belezas naturais, a cultura e a gastronomia regional de cinco municípios do Cariri paraibano integrados em um só roteiro turístico. É assim a 'Rota Cariri', novo itinerário turístico lançado neste final de semana pelo Sebrae Paraíba. O roteiro integra as cidades de Boqueirão, Cabaceiras, Serra Branca, Monteiro, Sumé, São João do Cariri e Boa Vista. Para o lançamento da Rota foi programado um famtour (viajem de apresentação de roteiros) onde 25 empresários do setor turístico e jornalistas do estado percorreram mais de 360 km.

Segundo Rosa Maria Correia, gestora do projeto Turismo Histórico Cultural no Cariri Paraibano, o roteiro tem como objetivo incrementar a indústria turística da Paraíba redirecionando os olhares das praias para as belezas do interior do estado. "O Cariri do nosso estado é belo. Estamos estruturando os aparelhos turísticos para comercializar o roteiro e atrair cada vez mais turistas para a Paraíba. É já que as agências de turismo e a mídia são essa ponte entre o que está lá e os visitantes, é de grande importância que eles conheçam de perto o local", explica.

Um dos participantes do famtour, Sérgio Fagundes, da agência Classe A Turismo, afirmou que durante a visita às cidades ficou muito satisfeito com o aparelhamento turístico que a região já possui organizado. "É impressionante como os empresários e gestores das cidades estão engajados em prol de validar o turismo naquela região. Os meios de hospedagens estão muito bons e os demais equipamentos também. Os restaurantes oferecem comidas deliciosas e um ótimo atendimento. É lógico que alguns pontos precisam ser melhorados, como a facilitação do acesso a certos lugares, mas nada que em um curto espaço de tempo seja resolvido", relata.

A 'Rota Cariri' foi formatada e desenvolvida pelo Sebrae Paraíba, através do projeto Turismo Histórico Cultural no Cariri Paraibano, para ser apresentada no Salão Nacional do Turismo, que aconteceu em junho, na cidade de São Paulo. Na RuralTur, evento que aconteceu na capital paraibana, a mesma foi apresentada ao trade turístico de João Pessoa e na ocasião a Associação Brasileira das Agências de Viagem da Paraíba mostrou um grande interesse em torná-la comercial.

Agora, o roteiro está de malas prontas para ser exibido no stand da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo do Norte e Nordeste, no evento ABAV 2008 e na Feira das Américas, o maior evento do mercado turístico de todo continente, que ocorre na cidade do Rio de Janeiro, entre os dias 22 e 24. Entre os produtos que vendem as águas mornas do litoral, a Rota representará em circuitos de um final de semana e de pernoite as belezas do nosso Cariri, mostrando que além mar existem paisagens mais ou de semelhante beleza em terras paraibanas.

Pé na estrada- A programação da caravana começou pela cidade de Boqueirão, conhecendo no primeiro dia de visitas, restaurantes, pousadas e atrações como passeios de barco pelo sangradouro do açúde. Em Cabaceiras os empresários e jornalistas puderam visitar a Roliúde Nordestina, fazendo um city tour pelo Centro Histórico, Cinematográfico e degustar pratos como o Xixi de Cabrita e a Bodeoca. Ainda em Cabceiras, a caravana conheceu o Lajedo de Pai Mateus, um lugar místico e cheio de energia positiva, portador de uma beleza exuberante, que encantou os visitantes com um lindo pôr do sol Caririzeiro.

No segundo dia os participantes visitaran Serra Branca, onde houve um embarque em pau-de-arara para a Serra do Jatobá, degustação de frutas na ?Trilha dos Cajueiros? e passeios pelo casario da cidade. O famtour percorreu ainda os municípios de Monteiro, Sumé e Boa Vista.


Agentes de viagem conhecem o Cariri

Um novo roteiro turístico foi lançado neste final de semana com o objetivo de incrementar a indústria turística da Paraíba. Trata-se da Rota do Cariri, que é integrada pelos municípios de Boqueirão, Cabaceiras, Serra Branca, Monteiro, Sumé, São João do Cariri e Boa Vista. Todos foram visitados por 25 agentes de viagens e jornalistas, que foram convidados pela Associação Brasileira das Agências de Viagem da Paraíba.

Segundo o proprietário da agência Brunett Turismo e diretor de receptivo da Abav-Pb, Roberto Brunett (Beto), a promoção e realização é da Abav-PB (Associação Brasileira de Agentes de Viagem Seccional da Paraíba), em parceria com o Sebrae-PB, empresários e prefeituras da Micro Região do Cariri.

“As visitas aos diversos pontos turísticos são indispensáveis para que os agentes de viagens conheçam o produto que irão vender aos seus clientes, posteriormente, em suas agências. Uma coisa é você oferecer um produto com base em um folheto com fotos e outra é conhecer um roteiro turístico novo, pessoalmente. Daí a importância de um evento como esse”, disse Brunett.

A programação de visitas começou pela cidade de Boqueirão, com recepção e jantar no restaurante Marca na entrada da cidade; visita às Pizzarias Dona Moça e Cavalcante; e aos hotéis Center Águas de Boqueirão e Fazenda Chique-Chique.


 

No sábado, ainda em Boqueirão – Cidade das Águas, Passeio de barco (Traslado Hotel Fazenda Chique-Chique/Boqueirão) com visita ao restaurante “Margens das Águas”; visita ao “Sangradouro”; City Tour em Boqueirão (centro histórico, centro de artesanato e mercado público com apresentação cultural); saída para cidade de “Cabaceiras”.

Cabaceiras - Roliude Nordestina: recepção e almoço no restaurante “Berro do Bode”; City Tour (Centro Histórico e Cinematográfico, Museu Histórico e Cultural dos Cariris Paraibano com exposição de artesanato, degustação do Xixi de Cabrita e Bode- oca, Igreja Matriz, Memorial Cinematográfico, Capela do Rosário, Paço Municipal, Praças centenárias); Distrito de Ribeira - Visita a Cooperativa da “Arteza” (artesanato em couro); “Lajedo de Pai Mateus” - Subida ao Lajedo, um lugar místico e cheio de energia positiva portador de uma beleza exuberante que encanta os visitantes com um lindo pôr do sol Caririzeiro.


 

Ontem, o grupo visitou Serra Branca, onde houve a apresentação no caminho do ponto de apoio Fazendinha. Recepção e apresentação Cultural no Ponto de Cultura Anjos da Caatinga (Embarque em pau-de-arara para a Serra do Jatobá); Degustação de frutas na “Trilha dos Cajueiros” e subida a “Serra do Jatobá”; Café almoço – no restaurante “Refúgio da Serra” no sopé da serra; City Tour em Serra Branca.

Em Monteiro
Em Monteiro houve a apresentação do Restaurante Bar da Cabrita, seguido de recepção na “Casa da Sopa”, visita a Casa Progresso (Artesanato) e a Igreja matriz; Almoço no “Restaurante e Pizzaria Meia Pataca” com apresentação cultural; City Tour (Museu, pousada dos Poemas, Restaurante Monteiro Grill, Casa da Rendeira, Pousada Posto Amigão, Teatro Jansen Filho com exibição de vídeo sobre a Serra do Peru e Zabé da Loca).

Em Sumé, o grupo participou de um City Tour panorâmico (Centro histórico e Museu Miguel Gilherme) São João do Cariri; City Tour panorâmico (Centro Histórico, Instituto Histório e Geográfico do Cariri Igreja Matriz). Parada rápida no ponto de apoio “Dezinho”. Em Boa Vista houve um City Tour panorâmico.

Trabalho de orientação e consciência
Para o secretário Executivo de Turismo, Arnaldo Júnior, a região do Cariri paraibano já tem plenas condições de começar a receber turistas e de fazer parte dos roteiros a serem vendidos pelos agentes de viagens. Ele lembra que a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico tem feito um importante trabalho de base para que as pessoas que trabalham no segmento tenham capacitação e possam realmente investir na área.

“Participamos de vários encontros com empresários e gestores públicos para que pudéssemos iniciar um trabalho mais profissional no segmento, criando na consciência dessas pessoas um fator empresarial, onde o profissionalismo e o empreendedorismo são dois pontos básicos para o sucesso do turismo na região”, disse Arnaldo Júnior.

O secretário destaca também a participação de parceiros como o Sebrae, que tem sido uma instituição fundamental para o desenvolvimento do turismo na Paraíba, quando leva para grupos de técnicos e agentes para um trabalho de orientação. Arnaldo Júnior aposta no sucesso dos roteiros turísticos pela Paraíba, em especial, com a participação efetiva dos agentes de viagens que são os vendedores dos produtos.


Artesanato de couro está em alta no Cariri paraibano

A produção da Artesa no distrito da Ribeira de Cabaceiras, no Cariri paraibano, só fez crescer nos últimos dez anos, exportando para o Brasil e até o exterior.

A cooperativa envolve hoje 50 famílias e mais de 200 pessoas vivendo direta e indiretamente do trabalho com couro, cujo diferencial é o curtimento ao natural com produtos vegetais.

O Governo do Estado, através do programa A Paraíba em Suas Mãos, e o Sebrae deram oportunidades da Artesa participar de feiras de artesanato pelo Brasil. A aceitação, segundo o diretor-presidente, é grande. “Por onde nós passamos tem uma ou duas lojas vendendo os nossos produtos. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba”.